Secretaria alerta sobre a síndrome Mão-Pé-Boca - Prefeitura de Tupã

NOTÍCIAS


Secretaria alerta sobre a síndrome Mão-Pé-Boca

16 de Maio de 2019 - SAÚDE

Por: Assessoria de Imprensa


Secretaria alerta sobre a síndrome Mão-Pé-Boca

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Tupã, por meio da Vigilância Epidemiológica, orienta a população sobre a síndrome de origem viral conhecida como mão-pé-boca. Uma doença comum em crianças, principalmente em menores de cinco anos, mas que acomete também os adultos.

Com relação à manifestação da doença, especialmente as crianças, podem desenvolver desidratação devido à dificuldade de engolir, já nos adultos, ela se manifesta por infecção e apresenta poucos sintomas, mas que podem transmitir a doença mesmo assim.

Segundo informações da Enfermeira de Vigilância Epidemiológica, Joselaine Pio Rocha, a equipe de profissionais da saúde fará a entrega folders informativos para todas as escolas, creches e hospitais para a conscientização de medidas preventivas.

Ainda segundo a enfermeira, é de extrema necessidade toda a população tomar todos os devidos cuidados para não termos um surto dessa doença de difícil controle. “É uma síndrome delicada da qual necessita de atenção, principalmente agora que o inverno se aproxima. Nossa equipe está empenhada no combate e alerta sobre a doença”, informou.

Célia Zeferino, secretária municipal de Saúde, também faz um alerta sobre uma possível epidemia da doença. “É importante estarmos atentos aos sintomas, principalmente nas crianças, pedimos aos pais de alunos da rede municipal de ensino que estejam atentos aos sinais da síndrome em seus filhos”, concluiu.

A Secretaria da Saúde ressalta a importância de notificar a Vigilância Epidemiológica em caso de suspeita ou diagnóstico desta doença através do telefone (14) 3404-2200.

 

Doença Mão-Pé-Boca

A doença mão-pé-boca é uma enfermidade contagiosa causada pelo vírus Coxsackie da família dos enterovírus que habitam normalmente o sistema digestivo e também podem provocar estomatites (espécie de afta que afeta a mucosa da boca). Embora possa acometer também os adultos, ela é mais comum na infância, antes dos cinco anos de idade. O nome da doença se deve ao fato de que as lesões aparecem mais comumente em mãos, pés e boca.

 

Sintomas

            Segundo informações do Ministério da Saúde, são sinais característicos da doença:

  • Febre alta nos dias que antecedem o surgimento das lesões;
  • Aparecimento, na boca, amídalas e faringe, de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas;
  • Erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital;
  • Mal-estar, falta de apetite, vômitos e diarreia;
  • Por causa da dor, surge dificuldade para engolir e muita salivação.

 

Prevenção

            Algumas medidas podem ser tomadas para diminuir o risco de transmissão da doença:

  • Lavar as mãos com frequência com água e sabão, especialmente antes de alimentar-se, após manipular fraldas e após usar banheiro;
  • Utilizar de etiqueta respiratória (usar lenço ou papel para espirrar ou tossir e lavar as mãos após; desprezar lenços na lixeira. Se for preciso cobrir a tosse ou espirro, usar os braços e não as mãos).
  • Limpar e desinfetar superfície e objetos compartilhados;
  • Evitar contato próximo com pessoas que apresentem sintomas;
  • Afastar-se das atividades diárias enquanto apresentar sintomas;

 

Tratamento

Ainda não existe vacina contra a doença mão-pé-boca. Em geral, como ocorre com outras infecções por vírus, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. Por isso, na maior parte dos casos, tratam-se apenas os sintomas. Medicamentos antivirais ficam reservados para os casos mais graves. O ideal é que o paciente permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, apesar da dor de garganta.





LEIA TAMBÉM


Tupã





Veja Também: Vídeos


Reconstrução passagem de águas fluviais Bairro Granada Tupã/SP
abrir vídeo +
Heal the World - Orquestra Maestro Julio de Castro
abrir vídeo +
Beyond The Blue Horizon - Orquestra Municipal Maestro Júlio de Castro
abrir vídeo +


Prefeitura da Estância Turística de Tupã - SP
Praça da Bandeira, 800 - Centro - 17600-380
Fone: (14) 3404-1000

Ouvidoria:
  0800 773 1600
  14 99876 9353

Prefeitura Municipal de Tupã © 2019